Skip to main content

Os resultados da sondagem “Os portugueses e o 25 de Abril” são apresentados esta sexta-feira, dia 19 de abril, a partir das 15h00, na Fundação Calouste Gulbenkian (auditório 2), num evento de entrada livre.

A sessão conta com uma intervenção do Presidente da República, Marcelo Rebelo de Sousa.

A sondagem foi realizada por uma equipa do Instituto de Ciências Sociais da Universidade de Lisboa (ICS-ULisboa) e do Iscte-Instituto Universitário de Lisboa coordenada por Pedro Magalhães, em parceria com a Comissão Comemorativa 50 anos 25 de Abril, o Expresso e a Sic.

Programa

15:00 – Abertura:

António Feijó, Presidente da Fundação Calouste Gulbenkian
Maria Inácia Rezola, Comissária Executiva da Comissão Comemorativa dos 50 anos do 25 de Abril

15:10 – Apresentação dos resultados:

Coordenador do estudo:
Pedro Magalhães (ICS)

Equipa:
Alice Ramos (ICS), Filipa Madeira (ICS-ULisboa), Filipa Raimundo (Iscte),
Isabel Flores (Iscte), José Santana Pereira (Iscte), Lea Heyne (ICS), Luís Cabrita (ICS), Luca Manucci (ICS), Paula Vicente (Iscte).

16:00 – Comentários 

Mariana Lima Cunha, Miguel Poiares Maduro e Ricardo Costa.

17:00 – Encerramento 

Marcelo Rebelo de Sousa, Presidente da República

 

Trata-se de um estudo baseado em inquérito a uma amostra representativa da população adulta portuguesa, com cerca de 1200 inquiridos, sobre a forma como os portugueses percecionam o 25 de Abril.

A par do lugar do 25 de Abril como facto histórico, abordam-se temas como as atitudes em relação ao regime anterior, ao 25 de Abril e à democracia; o grau de conhecimento sobre figuras políticas e militares da época; as opiniões sobre a Constituição Portuguesa; e as perceções sobre os aspetos da vida em Portugal que mais melhoraram ou pioraram nos últimos 50 anos.

Esta é uma iniciativa integrada nas Comemorações dos 50 anos do 25 de Abril. As Celebrações tiveram início em março de 2022 e vão decorrer até 2026. Cada ano vai focar-se num tema prioritário, tendo como objetivo reforçar a memória e enfatizar a relevância atual destes acontecimentos na construção e afirmação da democracia.

#50anos25abril