Skip to main content
Capa Oficial do Evento HERÓIS DO IMPOSSÍVEL • SERPA

A força dos opostos na sua máxima tensão — foi isso que se jogou naqueles anos de revolução após o 25 de Abril de 1974. Um máximo de opostos entre as idades antigas do mundo e uma outra nova idade que se adivinha chegará. É com base neste sentimento trágico, que nos anima enquanto país, que aqui regressamos. A via de acesso a este enredo coletivo será plasmada na vida de um casal. Homem e mulher como símbolos desse sentimento trágico que nos varreu e empurrou naqueles anos.

Uma peça de teatro com um casal que atravessa o tempo de uma revolução e lhe soçobra, mantendo-se, através dos fios das suas vidas, a exaltação dessa procura, dessa insaciável busca desse Sol Oculto que nos falta experimentar. Vivemos tempos de vertigens. Temos experimentado de tudo e todas as ideologias nos assombram esgotadas.

Estamos a repetir-nos insanamente. Há uma rejeição (quase total) de todas as fórmulas e ilusões do passado que nos mantém de pé e descrentes. Ora, o que nos falta experimentar?

 

«Heróis do Impossível» é um dos 45 projetos apoiados pelo programa «Arte pela Democracia», uma iniciativa da Comissão Comemorativa 50 anos 25 de Abril em parceria com a Direção-Geral das Artes.

O Programa «Arte pela Democracia» promove projetos artísticos que se enquadrem nas Comemorações dos 50 anos do 25 de Abril e que contribuam para a reflexão sobre a relevância deste acontecimento na construção da democracia. É dirigido a projetos artísticos nas áreas das artes visuais (arquitetura, artes plásticas, design, fotografia e novos media); artes performativas (circo, dança, música, ópera e teatro); artes de rua; e cruzamento disciplinar.

A primeira edição, lançada em 2023, teve uma dotação orçamental de um milhão de euros. Selecionou um total de 45 projetos, que abrangem todo o país.

#50anos25abril